/, Logística, Softwares, Varejo & Atacarejo/A importância do sistema de gestão nas empresas

A importância do sistema de gestão nas empresas

A informação é fundamental para que uma gestão de qualidade possa ser a realidade no cotidiano de uma empresa, seja ela varejista ou uma empresa de manufatura.

A competição no mercado, as margens reduzidas, as obrigações e impostos são grandes desafios para os empresários e executivos.

É impossível tomar decisões estratégicas e encontrar os melhores caminhos se não existirem dados e informações que possam servir como parâmetro e como base para as escolhas e roteiros a serem percorridos.

E isto só é possível com tecnologia e um sistema de gestão empresarial.

O mercado exige rapidez, flexibilidade e decisões precisas; infelizmente as empresas que não se adequarem não sobreviverão.

Neste post, vamos comentar a respeito da necessidade de um software de gestão nas empresas. Confira!

Sistema de Gestão Empresarial, o famoso ERP

A sigla ERP vem do inglês Enterprise Resource Planning, e a tradução é Planejamento dos Recursos Empresariais, o que no Brasil é conhecido como sistema de gestão de empresas.

Ou seja, um sistema de gestão que controle todas as áreas de uma empresa.

Existem ERPs voltados à indústria, ao comércio, às prestadoras de serviços, ao governo e até mesmo às organizações não governamentais.

Controles e gestão de uma empresa varejista

A dinâmica das empresas de varejo só é atendida a contento com a utilização de um sistema completo e que permita a gestão de todas as áreas do empreendimento.

Desde o recebimento das mercadorias, a estocagem, as vendas, o controle de faturamento e controle das finanças, toda a área de suprimentos, de recursos humanos, enfim, uma infinidade de controles que precisam estar à disposição e de forma precisa aos gestores do empreendimento.

No entanto, alguns indicadores precisam estar disponíveis todo o tempo, como, por exemplo, a precificação, o controle de estoque e o ticket médio.

Estes três indicadores são os que permitem mudanças rápidas e precisas no que se refere as vendas e as margens de cada produto.

Perguntas a serem feitas e que os indicadores esclarecem

Para ter uma gestão eficiente da sua empresa, alguns indicadores precisam estar disponíveis a todo momento.

Algumas perguntas que você precisa saber, sobre o seu negócio, são:

  • Você sabe qual o custo de cada item do seu estoque?
  • Você utiliza uma metodologia para chegar ao custo dos seus produtos?
  • Seu preço de vendas leva em conta o giro da mercadoria?
  • Você sabe o quanto tem, neste momento, de mercadorias em seu estoque, especificados por itens e valores?
  • Você compra baseado em estatísticas que demonstrem o giro dos produtos?
  • Você sabe o valor do ticket médio de venda do seu negócio?
  • Você conhece seu cliente e sabe o que, quando e o quanto ele compra?

É praticamente impossível responder a estas perguntas se não existir um bom sistema de gestão que nos ajude nos controles.

E sem estas informações é impossível gerir uma empresa e observar a tempo, se ela está ou não no caminho certo.

Infelizmente um número significativo de empresas no Brasil não conseguem sobreviver, em grande parte pela total falta de controle das informações.

A integração dos dados facilitando a gestão na indústria

A indústria precisa ainda de outras respostas, além daquelas já citadas para o varejo.

Afinal de contas, a indústria tem todo o processo produtivo agregado ao negócio, o que torna mais complexa a gestão.

Tal qual o varejo, a indústria precisa conhecer em detalhes os custos, definir os preços de venda, que necessitam estar dentro do aceitável pelo mercado, gerando lucro e retorno aos investimentos.

Todo processo da produção precisa ser controlado sem equívocos, e a integração de todos os dados gerados em cada ponto do processo, precisa estar integrado para ter uma informação real.

Controle, definições e políticas geradas a partir das informações

Tomando por exemplo os 3 identificadores apresentados anteriormente, é fundamental que exista um controle e informações confiáveis sobre cada um deles para que o negócio possa ser sustentável e rentável.

Precificação

De uma maneira resumida, a precificação parte de informações que precisam ser levantadas para chegarmos ao preço do produto, são elas:

  • Custos e despesas de produção e/ou operação;
  • Impostos;
  • Margem de lucro dentro da realidade de mercado.

Sem estas informações, não há como chegar ao preço, senão por meio de uma intuição ou baseado no preço que a concorrência pratica.

Acontece que, em muitos casos, os custos da concorrência não são os mesmos que os seus.

Pois, quanto mais organizada a gestão de uma empresa, menor é o seu custo, uma vez que não existem desperdícios, as aquisições ocorrem na hora certa e os estoques atendem à demanda.

Controle de estoque

O controle efetivo dos estoques através de um sistema, permite a acessibilidade a informações como: quantidade, valores, média de giro, estoque mínimo e estoque máximo; o que apoiará e identificará as reais necessidades de compras.

Sem um controle de estoques fidedigno não há como fazer promoções de vendas, sem correr riscos, não há como evitar grandes quantidades de produtos estocadas que não giram e não é possível garantir um estoque dos produtos que tem grande aceitação.

Saber trabalhar com o estoque e comprar baseado em informações estatísticas é crucial para o sucesso do empreendimento.

Ticket médio

O ticket médio é uma informação importantíssima para definições de promoções e apuração do perfil dos clientes que visitam a loja ou que compram da indústria.

Através destas estatísticas é possível redefinir toda a estratégia de vendas e marketing, bem como de produtos e serviços que são oferecidos aquele público.

Novamente, sem um sistema que possa realizar estas estatísticas, não existe a possibilidade em desenvolver uma análise, o que inviabiliza qualquer tomada de decisão, pois não existe uma base de dados para a avaliação.

O gestor e a informação

A informação disponível e integrada facilita, sem dúvida alguma, a gestão do negócio, seja ele empresa de varejo ou uma indústria de manufatura.

O investimento realizado num bom sistema de gestão não garante o sucesso da operação, mas, com certeza, garante que as decisões a serem tomadas sejam baseadas na realidade e em informações consistentes e verdadeiras.

Um ERP adequado, bem implantado e com uma equipe treinada, é sem dúvida um grande passo para o sucesso da empreitada.

Conheça mais a respeito da tecnologia de gestão, acessando nosso site e atualizando-se com nossas notícias!

(Imagens: divulgação)


2018-10-05T11:50:52+00:0024/09/2018|Industria, Logística, Softwares, Varejo & Atacarejo|