/, Termografia/Saiba as melhores práticas para inspeção predial

Saiba as melhores práticas para inspeção predial

Em virtude da crise econômica dos últimos anos, o volume de lançamentos no mercado imobiliário caiu. Com isso, o setor acumulou um considerável estoque de imóveis novos, enquanto movimentou bastante a venda e locação de usados.

Diante desse cenário, onde o envelhecimento das construções é evidente, surgiu uma tendência que vem ganhando espaço no país: é a inspeção predial. Para quem não está familiarizado com o termo, de acordo com o IBAPE (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia), a inspeção predial é uma vistoria da edificação para determinar suas condições técnicas, funcionais e de conservação com o objetivo de direcionar o plano de manutenção”. Adicionalmente, há diversas normas que regularizam essa inspeção – sejam resoluções de prefeituras e demais órgãos ou regida pela NBR 5674. Todas dizem respeito às questões do condomínios.

O fato é que o “descuido” do imóvel muitas vezes causado pelos próprios moradores e síndicos, pode levar à sua depreciação e desvalorização. Há casos em que as condições da estrutura são tão ruins que colocam em risco os seus ocupantes.

Guia de boas práticas

Você sabia que existem boas práticas para a inspeção predial? A seguir, acompanhe algumas delas:

  • Utilize um roteiro básico: Muitos condomínios tem um zelador, responsável por deixar tudo organizado. O ideal é que esse funcionário tenha em mãos um roteiro básico de inspeções, incluindo dicas de como agir para resolver problemas simples. Também pode-se estabelecer um cronograma de atividades com  relatórios periódicos sobre a validade e funcionamento, por exemplo, de extintores de incêndio, além de verificações das instalações elétricas, hidráulicas e outras. Dessa forma o zelador está apto a agir preventivamente, enquanto minimiza desperdícios de dinheiro e materiais. Na falta do zelador, o próprio síndico pode executar as instruções inclusas no roteiro.
  • Defina responsabilidade e administração: Para trazer melhorias às atividades e à rotina burocrática do condomínio, incluindo processos legais e contábeis, é fundamental criar um conselho administrativo com responsabilidades bem definidas para atuar nas questões financeiras, impostos e outros assuntos legais em conjunto com o síndico. Outra dica é a criação de uma comissão para a vistoria de obras, que acompanhará a estrutura física do condomínio e eventuais manutenções, até mesmo a contratação de mão de obra terceirizada. Dessa forma, o síndico tem mais apoio para trabalhar as diferentes áreas do condomínio,
  • Acompanhe danos na estrutura: Na inspeção predial também é extremamente importante estar atento às possíveis trincas, rachaduras ou fissuras na estrutura. Qualquer dano não percebido poderá acarretar acidentes e, nos casos mais graves, o desabamento do imóvel. Recomenda-se ainda que este acompanhando tenha o apoio de um profissional experiente, se possível com registro no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), para agir preventivamente ou corretivamente nas intervenções. Os moradores podem ajudar, sendo vigilantes.
  • Fique de olho nas inspeções: Você sabia que as inspeções oficiais devem ser realizadas por especialistas? Cabe ao zelador realizar somente vistorias superficiais. Por isso, é fundamental que todas as inspeções e manutenções – sejam de elevadores, redes de comunicação, sistemas de segurança, entre outros – sejam acompanhados pelo próprio condomínio.
  • Atenção ao prazo de garantia da construtora – O Código Civil Brasileiro obriga as construtoras a conceder pelo menos cinco anos de garantia (incluindo áreas comuns, estrutura, etc), após a entrega das chaves do imóvel. Todos os documentos e especificações técnicas da obra devem ser detalhados e repassados ao comprador. Aqui, novamente as comissões da administração e da obra terão um papel importante para validar o processo e certificar que a construtora cumprirá exatamente o que descreveu em todo o projeto.

Considerando todas essas razões, é notável como a inspeção predial realizada no condomínio traz vantagens a curto e a longo prazo, tanto para os moradores como para a valorização, segurança e durabilidade do imóvel.

RTI Automação: o parceiro ideal para a automação de processos e capacitação de pessoas

A RTI Automação é especialista na integração de sistemas, especialmente os voltados para o Controle de Processos. Há três décadas reunindo histórias de sucesso no mercado, a RTI oferece uma equipe de profissionais que pode ajudar o seu condomínio a automatizar os processos relacionados à inspeção predial, tornando-os muito mais rápidos e eficientes, enquanto otimiza-se o tempo do síndico e dos moradores que integram o conselho fiscal, administrativo, de obras e outros. Adicionalmente, a RTI também tem ampla experiência com treinamentos de capacitação de pessoas.

Fale com os nossos especialistas e saiba como podemos tornar simples e ágeis processos tão complexos, relacionados à inspeção predial do seu condomínio!

(imagens: divulgação)


2018-11-27T08:30:50+00:0013/03/2018|Redes e Infraestrutura, Termografia|